quarta-feira, 18 de abril de 2007

Meninos do Rio

Mães de meninos, Bia e Sophia percebem que eles (os seus meninos) já nasceram tal qual os homens... Exemplo típico foi o de hoje.

6h da manhã. Todos os dias, Sophia acorda nesse mesmo horário, já prevendo que não pode ficar nem mais um segundinho na cama. Parece até toque de exército: acorda, levanta, prepara o café (ao mesmo tempo em que acorda as crianças com a ajuda da sua fiel cadela vira-latas), veste um, grita com o outro, tudo em cronometrados 30 minutos... Relembra como era relaxante – antes das crianças nascerem – ficar “fritando” de um lado pro outro na cama, pensando na roupa que ia vestir.

Mas, decididamente, resolve quebrar a rotina e olha pro lado – um dos únicos dois homens que acordam com ela todos os dias – tão lindinhos... E diz:

- Oi filhote! Bom dia! Sabia que a mamã te ama? (Ele, como todo projeto de homem, olha bem nos olhos da mamãe e diz..)
- “Babia. Eu tumbém”. (Empurrando com a mãozinha o corpo desta mulher que vos fala!) E completa: “Tá... Mas, cadê o meu mamá?!” (É, por mais que a gente eduque, é a genética que fala mais alto!)

Pensando nisso, Sophia analisa os fatos. Enquanto ela e Bia tentam viver uma pós-adolescência tardia, só se envolvem com meninos (não, não são os que elas geraram... são outros, os meninos do rio). E não são só elas não! Atenção homens de 40, vocês estão perdendo o seu legado. Só as duas têm (vejamos) mais sete amigas em comum (nós dissemos sete!) apaixonadas por esses meninos, que geralmente têm 8, 9, quando não 12 anos a menos que as balzaquianas.

Em uma breve “conversinha de mulherzinha” vejam só os benefícios deste elixir da juventude:

- Eles topam tudo... Têm a leveza da juventude e a promessa da maturidade.
- Riem de você, com você e para você.
- Trocam bilhetinhos (sim, são românticos estes garotos...).
- Abrem a porta do carro e te tratam como princesas...diríamos, rainhas.
- Têm o vigor e a vitalidade típica da idade.
- E, acima de tudo,... Ainda não sofreram o suficiente para não acreditar no amor.

Pra vocês que ainda não viveram esta experiência, dicas para apostar ou não nesse relacionamento moderno:

Opção A: Ele estuda e eu trabalho: isso pode até parecer divertido – uma "volta à adolescência" – mas se tudo o que ele gosta é de sair e ficar bêbado somado ao fato dos amigos dele se parecerem com o seu irmão mais novo, ihhhh....você vai acabar enjoando.

Opção B: Trabalha, mas é muito novo: ele teria idade para ser seu filho ou sobrinho? Muitos homens jovens se sentem atraídos por mulheres mais velhas. Como Mário Prata disse (lembra do clichê? Pois é...) entre os 30 e os 40 anos, a mulher está em seu melhor momento sexual e profissional. Mesmo que você esteja abaixo desta idade, o fato de você morar sozinha, saber o que quer, como quer e quando quer pode exercer uma forte atração. De qualquer forma, se ele é maduro o suficiente, o namoro, case, rolo ou “sei lá entende”, pode ir para frente.

Opção C: Nem se nota a diferença de idade: seja pelo físico ou pela maturidade dele, ninguém se toca que ele é muito mais novo que você. Se você está apaixonada, se os interesses e as amizades de vocês combinam, siga adiante, sinal verde!!!

- Sophiaaaa...
- Hein?!
- Esse negócio de idade não tem nada a ver não?!
- Ué, eu sei... Vem falar isso pra mim? Lembra do “Feliz Natal”? (É, por essa Sophia não esperava. Como está com o coração batendo mais forte – sim, por um menino do rio – dispensou um convite de um homem (?!) de 46 anos para sair, jantar e blá, blá, blá... Não é que ele ficou indignado e numa atitude completamente imatura explanou: Então tá! Isso é um pé na bunda?! Legal ter te conhecido, até mais e Feliz Natal!).

- Claro que lembro... Feliz ano novo pra ele! (hahahaha)

Imaturos esses homens... Sábios esses meninos do rio. Ponto pra eles.

6 comentários:

  1. Meninas, voces postaram esse texto pra mim! Eu sou uma que está namorando um menino do Rio , deixe-me fazer as contas, 14 anos mais novo e estou AMANDO meu namorante. Ele é tudo de bom, doce, amável, me faz sentir como rainha, curte desenho com minha filha, trabalha, conversa, tem disposição pra noite inteiro... Nada comparado com o 10 anos mais velho que me esforcei pra burro pra dar certo mas que era um mala cheio de recalque. Arre. E nada de ficar com pena das mais novas, pois os se os nossos ex-maridos nos trocaram por elas, esse é o momento da deliciosa revanche (na falta de palavra melhor). Deixemos os recalcados para as popozudas. Elas não sabem o que estão perdendo!

    ResponderExcluir
  2. Há controvérsias!!!!
    Estou no time dos “são dos carecas que elas gostam mais” hehehe

    ResponderExcluir
  3. Olha, sempre é uma delícia novas descobertas! Nos últimos meses fiquei com um 10 anos mais novo e outro com diferenca de 8 anos. Não durou muito tempo no meu caso. Os dois caíram num complexo de inferioridade incrível. Não conseguiram relaxar a vida e curtir comigo. Mas acho que a culpa foi minha mesmo!!! Agora voltei para um cara 5 anos mais velho do que eu, e estou curtindo! Acima de tudo acho que queremos um cara com disposição e espírito jovem! Bjos Meninas!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Sem sombra de dúvida que "os meninos" têm mais "garra" e são ótimos namorados!

    ResponderExcluir
  5. ai ai d++ realmente tem meninos do rio q nos deixam de boca aberta!!!...tive um lance desse e durou 3 anos e alguns meses, mais do q qualquer namoro q tive!!! hahahahaaha e adorei!!!! ate hj nos falamos e estamos resolvendo nos ver outra vez, e olha q deve ter só uns 3 meses q nao o vejo! hj ele esta com 20 e eu com 28! e ele é super kbça!! bjossss

    ResponderExcluir