quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Ambientalmente correto?



Se fosse antigamente teríamos recebido este e-mail em formato de carta, postado pelos correios, com selo e tudo. Mas como balzaca também é “migrante digital”, as Bias e Sophias estão frenéticas e não param de nos enviar suas histórias para dar aquela apimentada no Desbancando.

Autora do blog www.escrevendobebada.com.br a BBL [vulgo morcega] se deparou com esse mega anúncio, enquanto voltava da academia [sim, ela malha!!!] e pensou que não podia perder a oportunidade de expressar a sua opinião.

A idéia do blog da BBL é sempre escrever em formato de carta, por isso lá vai:

"Caras Bia e Sophia,

Andando na rua despretensiosamente, após uma boa aula de ginástica, me deparei com o anúncio acima. Nossa, enfim uma campanha de awareness interessante! Não pude deixar de fazer o link com o ex que me ligou ontem às 24h30m para trocar figurinha, e que de repente não parou mais de perturbar.

Agora que sacudimos a poeira e estamos convencidas que sim, vamos dar a volta por cima, eis que volta o sujeito. As desculpas podem variar desde “deixei um CD aí que gostaria de volta” até “precisamos discutir finanças”.

Meu Jesus*! Ônus sem bônus não dá para encarar!

A única diferença desta situação e a campanha da prefeitura - que merece até um aparte: "what the hell" – é que no meu caso eu já cuidei, eduquei, tratei, mas agora não aceito de volta!!!

Hoje em dia amigas, é melhor colocar o lixo para fora mesmo.

Bjs,

BBL".

* Quem foi sabe. Algumas vezes só nos resta chamar Jesus.

14 comentários:

  1. Queridas Bia e Sophia,

    Que orgulho do lançamento do Blog, que um dia virá aguardem sentadas, ser nesse espaço tão bem frequentado.

    Mas podem deixar, hoje mesmo parto em direção a novas expirações e as manterei informadas.

    Primeiro um pit stop para poder dar juz ao nome do blog.

    Bjs,

    BBL

    ResponderExcluir
  2. Ótimo esse post!
    Realmente ex é para ficar na lixeira, e de preferência aquela do lado de fora de casa (com os ratos e baratas), para assim não correr o risco de sair do saco e voltar pra casa. rs

    Isso aí, meninas.
    Bola pra frente que a fila anda!

    Bjos.
    Pri

    ResponderExcluir
  3. Hahahahahaha!!! Ex-bom é ex-morto( nem tanto...)

    Depois de tomar conhecimento de todos ( X-Man, Motoqueiro Fantasma, Marco Maciel, L. Terra - esse em dobro - e agora, o Robin - ex-companheiro da Morcega ), assino embaixo esse post.

    Realmente pra aturar determinadas criaturas, é de preferência ficar a sós, tendo como companhia umas as outras - sóbrias ou não, em casa ou não - devorando uma bela pipoca light e tomando suquinho de maçã.

    Isso aí Morcega, não desande e nem desanimes. Pau neles (ops,)!

    A catraca roda!

    ResponderExcluir
  4. Queridas amigas adorei o post! Tem ex que precisa mesmo ir direto pro forno de incineração! Assim não polui o nosso planeta, mas aprendi que as vezes o que não é bom pra gente, pode ser bom pra outro ou outra..rsrsrs!

    Só pra lembrar que muitas vezes somos culpadas pelo lixo que geramos! Estou na fase LOVE...


    P.S: Eu não sou a Priscila G do comentário de cima. Ok, Danio? Quem será a de cima?

    ResponderExcluir
  5. Eu tô na fase "Ex bom é Ex na Patagônia"...mas meu Ex não tá na mesma vibe que eu, ou seja, ele está onde eu estou...TÔ AGARRANDO UM ÓDIOOOOO!Aff...

    Tomara que meu lixo não volte pra mim! NÃO QUERO! Apesar que tenho visto amigos e amigas pegando seu lixinho de volta, "reciclado" e vivendo dias de paz...isso, até que o lixo reciclado vire lixo de novo...pq isso vai acontecer!

    Vamo q vamo!

    Aguardando ansiosa os próximos posts!

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Pri, não faço a mínima idéia de quem seja. De início, achei que fosse vc. Jura que não? ( Pronto, vai virar bate papo e bombar o blog das moças)

    Mas é isso aí Soninha, o lixo sempre volta como luxo. Até virar lixo de novo. Assim é comigo, com vc, com as meninas, os rapazes, não adianta fugir.
    ATé o dia que conhecemos um lixo novo, nos empolgamos mas ele logo vira "mais um lixo".
    E vamos seguindo, afinal de contas, não passamos de garis informais. :o)

    ResponderExcluir
  7. Realmente esse post esta muito bom.
    Mas acredito que Lavoisier, o pai da quimica moderna esta certissimo:"Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."

    Um bejio meninas aquele abraço Daniel
    Surdofalante

    ResponderExcluir
  8. Fato. Tudo se tranforma. Às vezes pra pior. Pena.

    ResponderExcluir
  9. Adoreeeeeeeei!!!!!!!!!!! hahaha
    Concordo com o Surdofalante. Mas infelizmente, as vezes a transformação é para pior mesmo...
    Eu sempre fui a favor que “figurinha repetida não enche álbum!”, mas cá entre nós: quem nunca esteve sozinha e num momento de carência não acabou se deixando levar???? Dependendo da história, se estiver solteiríssima, o ex não for chato, não dá dor de cabeça e for gostoso, pq não um flashback básico???? Lixo reciclável pode ser útil sim, pq não????
    Mas se for aquele “ex-namorado/marido bomba”, não rola! É para ir para o lixão comunitário mesmo!!!! Acaba perturbando, jogando coisa na cara, pegando no pé... Putz, ninguém merece!!!!!!
    Pra esses, foi bom enquanto durou. Lixo, já!!!!!
    Bom mesmo é depois esbarrar com o ex e ver que a separação foi a melhor coisa que aconteceu. Isso, não tem preço!

    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Adoramos os comentários de todos vocês. Como estamos preocupados com o meio ambiente, ´né? rs!
    Aguardem próximos capítulos
    Ah, e divulguem nosso blog, participem da comunidade no orkut e follow us no Twitter.

    beijos virtuais
    Sophia

    ResponderExcluir
  11. O meu ex já virou lixo químico, questão de vida ou morte!

    Como não quero morrer de desgosto, de intoxicação e de tristeza, não o quero na minha porta de jeito nenhum. Boa sorte para a próxima gari! Ah coitada...

    A propósito, concordo que tem ex que vale a pena, embora não seja o meu caso mais recente...

    ResponderExcluir
  12. Eita, isso tá muito bom!! Adorei o post, identificação total, à primeira vista. Meu ex acenou com a volta, eu confesso que caí nas armadilhas... Mas logo vi que na fase de solteiro o lixo se deteriorou ainda mais...Também, o mercado tá propício para a proliferação de fungos e bactérias né... por aí existem muitas lixetes para alimentar o ego lixídico. Ser balzaca ambientalmente correta nestes nossos tempos não é mole não... Haja saco para separar os alhos dos bagulhos... Mas, meninas: um dia aparece algo que nos valha. Fé em Deus e pé na tábua.

    ResponderExcluir