quarta-feira, 27 de junho de 2007

Ainda que eu falasse a língua dos homens

O papo a seguir se deu dia desses no MSN. A gente nem precisava explicar muita coisa, pois a conversa, por si só, já diz tudo. O diálogo entre uma balzaquiana e um consultor – bicho-homem, alguns bons anos mais novo (um típico nativo digital, desses da geração C… C de Ctrl+Alt+Del) e galinha por natureza – é categoricamente revelador. Não que a gente queira generalizar. Acreditamos (e botamos fé!) que existem outros bichos-homens por aí não necessariamente galinhas, não necessariamente…

Consultor – Quem quer namorar namora... Homem que quer namorar chega e namora... Se ele tá assim é porque quer que você sinta que, a qualquer momento, pode rolar namoro, e pare de “dar” pros outros. Para que ele possa “terminar” de comer as mulheres pendentes desde a época do namoro anterior e depois, taaaaalvez, namorar sério contigo, sabendo que você “se guardou”.

Balzaquiana – O lance é que eu detesto ficar assim.

Consultor – Tu gosta dele?
Balzaca – Aposto ou caio fora? Tô gostando, sim.

Consultor – Quer namorar???
Balzaca – Queria..

C. – Então leva na boa. Não force compromisso, espere ele acabar de comer quem ele tá querendo comer… e vive a tua vida de peguete em peguete, tendo ele com o majoritário, ou seja, os outros só se ele não quiser nada no dia. E se um dia ele te pedir em namoro (que confesso achar difícil), você decide. Mas tem que ter cabeça para dividir.
B. – Que merda. Prefiro cair fora... Esse mundo não me pertence.
C. – Se você sumir, sinto lhe dizer, ele vai reclamar uma semana e depois “cagar”. Se você realmente quer namorar, tem que esperar ele enjoar das outras. Nesse meio tempo, viva sua vida, porque isso pode durar uma semana... Ou um ano...

B. – E por que você acha difícil ele querer namorar?
C. – Porque esse perfil eu conheço. Fiz muuuito.
B. – Sério?
C. – Tenho conhecimento de causa, sério.

B. – Sacanagem, pois prende a pessoa.
C. – Essa é a grande diferença entre as mulheres de 30 e as meninas de 20. As meninas hoje em dia sabem levar melhor a putaria.
B. – É, capaz...
C. – Mulher aprende com teus erros do passado!!! Use um escudo de aço. Não baixe a guarda nem pra sua sombra. Não comece a ficar com ninguém com esperanças. Apenas fique... Apenas trepe... Apenas ame... Apenas viva o momento... Te garanto que é mais fácil, depois, apenas esquecer. Se você espera pouco, a decepção não existe.
B. – Eu sei, mas às vezes não consigo. Gosto da idéia de viver um grande amor.
C. – Vocês NUNCA conseguem. Até porque amores de verdade não se constroem com o tempo. Quando acontecem... Acontecem. Você não aprende a amar ninguém. Isso se chama “acostumar-se com a rotina”. Ou se ama... Ou não.

B. – Mas aquele friozinho na barriga... Não racional...
C. – Pára com isso. Isso é amor de Hollywood.
B. – Hahaha. Eu sou hollywoodiana.

C. – Quer saber se ele gosta de você ou não? De verdade?
B. – Ih… lá vem você com suas teorias. Fala, vai...
C. – Não dá pra ele no final de semana. Fala que tá enjoada com o vinho e a comida... Se ele reclamar, aí não tem jeito mesmo. Mas se ele falar que tá tranks, que te entende, que não tem problema... Aí, você mesmo assim não dá pra ele, porque pode ser historinha. Mas pra compensar, SE ELE DORMIR BEM COM VOCÊ, acorde-o com o melhor boquete da vida dele...

B. – Mas nem sei se vamos sair neste final de semana...
C. – Não dá sob hipótese alguma. Assim você vai saber se ele tá querendo só te comer.

B. – Vai ser difícil, mas vou tentar.
C. – Difícil porque se você fizer charminho e acabar dando, aí ele vai se sentir o fodão, o irresistível... Se for pra dar, é melhor dar normalmente. Agora, se começou no charminho, sustenta a onda.

B. – Ok. Mas não devo ligar pra ele, né?
C. – Jamais. Aprende isso: mulher NUNCA corre atrás.
B. – Por que hein?
C. – Por que sim.
B. – Que merda esses joguinhos...

C. – Aí que tá. Não é joguinho. É princípio. Homem tem que se comportar como tal, correr atrás... Se mulher corre atrás, fica fácil demais. Homem gosta de desafios.

Decifra-me ou devoro-te

Não querendo generalizar, mas já generalizando, Bia e Sophia entregam as dicas do nosso consultor sentimental (por ora) preferido. [Por ora, até que eles digam o contrário. Meninos fiquem à vontade para postar!].

C. – Se for pra dar, dá logo. Do contrário, se valorizar e dar, aí fudeu, ele vai se achar...
B. – OK, não vou dar. Assim ele pensa que tenho outro.
C. – Pensa não. Só não vai entender nada e pensar se está agindo certo.
B. – Acho que ele não está muito certo disso, pois vive falando que não está me usando e que é frio, não sabe expressar sentimentos.
C. – Desculpa. Já usei muitas... O que você quer saber de papinho? Entrego logo o jogo.
B. – Diz aí. Preciso desses “acordas” de vez em quando...

Papos do tipo “cafa”:

“Sou frio, não sei expressar meus sentimentos.”
Na verdade significa: Não tenho nenhum sentimento especial.

“Não gosto desses casais que ficam se pegando em público, se agarrando, acho vulgar.”
= Você é feia, não quero pagar mico pra geral.

“Não tem problema você sair sexta à noite sozinha.”
= Desculpa para o homem poder sair também quando quiser.

“Não vamos lá porque não gosto das suas amigas.” = Não quero que você se empolgue e ache que eu vou viver uma vida compartilhada...

“Poxa, pensei em ir pra um lugar onde ficaríamos só nós dois, quietos, sem ninguém pra perturbar.”
= Quero te agradar o suficiente pra tentar comer você de todas as maneiras que vc não deixa.

“Mulher? Que mulher? Nem tinha visto, agora que você falou é que eu fui reparar.”
= Já vi há muito tempo e até peguei o telefone.

“Minha ex era louca, psicopata, fujo dela como o diabo da cruz.”
= Morro de tesão nela e não vou conseguir disfarçar isso se a encontrarmos e\ou Ela é muito mais gata e gostosa que você e quero poupar o constrangimento.

“Eu devia ter conversado mesmo com você, mas tava confuso... Eu vou te ligar. Que dia é melhor pra vc?"= Eu arranjei coisa melhor pra fazer no dia e me esqueci completamente, até o presente momento, do assunto. Mas como não quero perder a chance de te comer futuramente, vou te ligar... “Que dia é melhor pra você?” (essa é clássica) = Que dia você pode me dar sem ninguém enchendo o saco?

B. –
Impressionante, pois todos eles já falaram isso pra mim ou pras minhas amigas algum dia.
C. – Essas são as clássicas. Mas têm outras que são mais de momento, de situação...
B. – Quais?
C. – Mais, só cobrando...
B. – Quanto?
C. – Você sabe...
B. – Ah é?! Você não tem jeito mesmo... Quando?
C. – Anytime.

D.B.: A trilha sonora de hoje bem que podia ser “Ainda vou transar com você” (Eu sei que eu não faço nada / Mas eu gosto, gosto muito de você / Eu sei que eu não vou à escola / Mas eu gosto, gosto muito de você / Você não acredita em nada dessa história / de eu tocar com você / Alimente essa que eu ainda / Vou transar com você). Ou, talvez, “Desculpe, babe”(Desculpe,babe / Não vou brincar com você / Desculpe, babe / Não vou mais ser joão-ninguém / Eu vou correndo / Buscar a glória, minha glória).

Se você anda meio desligado, é muito louco, mas é feliz, ou acha que ainda não mudou o bastante para entender esses tais novos tempos, a boa desse fim de semana é voltar ao tempo da psicodelia, quando muita gente acha que era feliz e não sabia. [A gente nem tinha nascido!] Os Mutantes se apresentam na lona do Circo Voador, nas próximas sexta e sábado, dias 29 e 30 de junho.

Da formação original, o grupo traz os irmãos Sérgio Dias e Arnaldo Baptista,e o baterista Dinho Leme. No lugar que um dia foi ocupado por Rita Lee está agora Zélia Duncan, fã da banda desde a adolescência. Além de Zélia, o grupo conta com os músicos Simone Soul (percussão), Henrique Peters (teclados,flauta doce e vocal), Vinícius Junqueira (baixo), Vitor Trida (teclados,flauta, viola, cello e vocal), Fábio Reco (vocais e percussão) e Esmérya Bulgari (vocais e percussão).

Completando ainda mais a noite, o grupo Upload vai ocupar a Galeria de Artes do Circo Voador com suas intervenções live act e projeções. A pista fica por com do Dj MaM e seu Brazilian Lounge e do Dj Lencinho, que promete um set tropicália-woodstock.

Preços: R$ 25 Est. | R$ 50 Int.

10 comentários:

  1. Na verdade tudo o q vcs disseram é mto triste pq mostra o qto ficar com uma pessoa hj em dia se tornou banal, comum, corriqueiro e quase sem importância, porque se não for com você, vai ser com a moça q ele esbarrar na próxima esquina...rs. Apesar de ser triste, confesso q dei boas gargalhadas lendo este texto..rs. Hoje em dia é mesmo mais difícil entrar num relacionamento por isso, mas acho q só em perceber tudo isso que vocês descreveram, já é um grande passo, e o próximo seria tratar as pessoas do mesmo jeito que elas nos tratam. Se ele te dá carinho, dê carinho, se só te dá sexo e vc quiser "dar", curta! Mas se os propósitos são diferentes, cai fora!!!!

    Bjus!

    ResponderExcluir
  2. Caras balzaquianas,

    Sinto que vcs tentam se equilibrar entre a busca de um relacionamento estável (mais a moda antiga) e um peguete. Trinta e poucos anos é uma faixa muito interessante, acumulada uma certa experiência de vida mas com incertezas que impactam no dia-a-dia (filhos, carreira, pais, definição de estilo etc) perde-se ainda um pouco de prumo. Jogo uma questão pra vcs, por quê não buscar relacionamentos mais duradouros e menos conturbados (nem que seja somente pra se ter a certeza que está namorando) sofrendo menos e gastando menos energia com a instabilidade provocada pela mania do peguete? Se a estratégia der errado, vocês estarão na casa dos quarenta, que com toda a tecnologia e qualidade de vida do mundo atual não é nenhum desespero (vocês continuarão a bater um bolão). Nesta nova faixa etária a carreira está mais encaminhada, filhos já saíram debaixo da saia, o relacionamento com os pais já atingiu um novo nível de maturidade etc. Neste momento a ansiedade do tempo já diminuiu, a insegurança também se reduziu e sobra espaço para lidar com as frustações do peguete e energia para se dedicar melhor ao prazer (sem neuras). Pensem melhor!

    ResponderExcluir
  3. Meninas!

    Vamos relaxar e aproveitar a vida! Depois de anos de casamentos (no meu caso é no plural mesmo!rsrsrsrs)

    Se os homens estão assim então vamos curtir um pouquinho sem compromisso! E quando aparecer alguém legal a gente joga a ancora e se acalma!

    ResponderExcluir
  4. É verdade! Os tempos estão mudados mesmo, os homens parecem não querer dar mais valores as mulheres. Entende-se q o melhor é aproveitar a vida. Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Gente! Eu conheço uma balzaca que diz que o namorado dela não gosta de andar de mãos dadas na rua pq fica excitado (??????) Poderoooosa, héim! rs
    Se ela ler essas dicas, tadinha...
    Enfim, eu acho que é preciso saber o que nós queremos no momento, seja namorar, casar, enrolar.... Caso o contrário fica complicado. Acredito nas coisas mais claras, “olho no olho”. Esses “joguinhos” não são muito desgastantes? Vira um stress!
    Como há disse aqui: Precisamos viver bem!

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Meninas,

    Eu esqueci de dizer uma coisa importante! Quantas vezes esses argumentos também já foram usados por nós? Quantas vezes a gente já disse pra um cara que ia ligar e some, ou que não tem problema algum sair sozinho na sexta à noite? Gente, isso depende muito de quem está dispensando e quem está afim! Talvez, se a gente está ouvindo muito isso dos homens talvez seja a hora de classificar melhor os caras, ter calma pra esperar coisa melhor, e não ter a necessidade maluca de ter conquistas novas! A outra opção é fazer exatamente a mesma coisa com eles e não estar nem aí!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. HAHAHAAHAHA não sei se isso é tragico ou comico!mas enfim, acho q esse foi um dos melhores post q li aqui no blog! isso prq me lembrou mto uma amiga minha, achei ate q ela tinha mandado algum email para vcs!! hahahaha...nossa mtooo parecido com o jeito dela pensar e as atitudes tb! e a fase q ela tem passado a maioria das coisas se encaixam!! mas voltando ao assunto do blog acho q de vez enquando é preciso q nós mulheres precisamos escutar algumas verdades sim! mesmo de um galinha! bjos!! ADOREI ESSE POST!! HAHAAHAHAHA

    ResponderExcluir
  8. "Diga-me com quem andas que te direi quem

    ResponderExcluir
  9. Amigo gay da Camila!!26 de agosto de 2007 17:27

    Medo de vcs...
    Tanta complexidade e neura com o que ou com quem...
    Acho que é sina feminina´, dos tempos mais remotos posíveis.
    Tudo começou quando a Dinossaura Cat´s tentou entender o Dinossauro Rex. Não conseguiu e pirou. Dizem que na época foi vista falando sozinha e em depressão e de quebra, deixaram pra vcs essa dúvida, que naturalmente, deixarão para as próximas gerações.
    Mas vejam o lado bom. Com o ritmo que anda a tecnologia, no futuro tudo será mais fácil(?), pois já teremos trocado corações por chips sem sentimentos, que obviamente serão inventados por nossos netos, porque afinal de contas, amar, sofrer, chorar, pensar, descabelar, se antecipar, precaver, tentar prever, etc...é coisa de gente velha né??
    Viva o dinamismo e a praticidade!!!Pensar demais causa envelhecimento...!!!
    Sou suspeito pra falar, mas adoro Bia e Sophia. E adoro mais anda os textos de vcs, reclamando/indagando/comentando/informando/chorando/maquinando/pensando e "tiltando" sobre nós, reles mortais masculinos...:o)
    Apenas vivam!! E continum a postar sempre.
    Bjo em ambas.

    ResponderExcluir
  10. Curti muito esse dialogo de vc's, e acho que se os homens não nos dão valor, é porque existem mulheres que não se dão ao valor e dão a qualquer um. E os cabeças duras generalizam e pensam que somos todas iguais...¬¬"

    BjOo

    ResponderExcluir