quinta-feira, 5 de julho de 2007

Férias, pra que te quero?

Fim de semana não. Ou, sim, dependendo do ponto de vista. Aqueles entre os 15 dias – que apenas algumas têm o privilégio de desfrutar – em que as crianças não estão com os pais...

O celular toca.

- E aí? Sobreviveu à festa junina das crianças?
- Cheguei agora. Tô morta! Mas tirando o fim de noite, o show foi ótimo, né?
- Depois do Roger Waters, acho que esse foi o segundo melhor show do ano. Confesso que fui com o maior preconceito em relação à Zélia. Mas ela fica em 2º plano!
- Mas agora é sério. A história de Buenos Aires não era papo de bêbada, não. Um final de semana...
- Menino, pára de chutar a bola no cachorro!
- Sem as crianças!
- Se entrar grana até lá... Mas, sei não. Tô achando muito viagem.
- Vai ser A viagem! A gente divide em 36 vezes!
- Mas Minas também é uma... Tiradentes.
- Já vou!!!- Vai aonde, mulher?
- Meu adorável filho![ O que é que você tá fazendo, mamãe? ] Se escuta do outro lado da linha. Adivinha?!? [Cocô?] Ai, o que a gente não faz pra conseguir falar ao telefone?!?
- Vai lá dar atenção a ele. Depois a gente se fala. [Deixa a cachorra menino...] Beijo, tchau.

Mais tarde:

- Alô...
- Oi. Agora as crianças tão mais quietas.
- Heim? Ah, oi...
- Tava dormindo?
- Não... É... tô vendo filme.
- Tô aqui na casa de uma amiga minha, separada (óbvio!), e ela falou que vai pra Flip esse fim de semana, pensei em você.
- É, Paraty pode fazer parte do nosso roteiro de viagem.
- Mas você já vai sair de férias agora?
- Não sei ainda.
- Mas, precisamos decidir logo. Olha, vou fazer uma planilha com as opções de datas, custos, vantagens e desvantagens e... Você tá me ouvindo? Férias!!!
- Ah, é... Desculpe.
Que filme você tá vendo, mesmo?
- Nárnia.
- Ah, tá, boa noite. Depois a gente se fala. Beijo.

Dia seguinte:

- Oi. Você me ligou ontem, né?
- Liguei. Você tava dormindo, pelo visto.
- Olha, nada melhor pra botar o sono em dia depois de uma semaninha cão do que um filme infantil ou desenho animado não tão animado assim... Mas lembro de você ter falado algo sobre a Flip no próximo fim de semana em Paraty.
- Podemos dividir a gasolina com essa minha amiga. Peraí! [Desce daí, menino!] Você não sabe o que ele fez agora.
- O quê?
- Escalou a porta, se pendurou na barra e ficou fazendo flexão. Parece um macaco!
- Normal, também tenho um homem-aranha em casa. Mas preciso ver se as crianças vão ficar com o pai. Pedi a ele nem que seja o domingo, pra ir bater perna em Santa.
- Ih, mas o Santa Teresa de Portas Abertas não era só nesse fim de semana?
- Que nada! Tem no outro também. Primeira vez que eles fazem dois finais de semana. Ih, peraí. [Que é que foi?!? Eu falei que você ia se machucar! Deixa eu pegar um gelo...]

Alguns minutos depois.

- Oi, que houve?
- Bateu a cabeça na parede. Jogando bola na porta...
- Hahaha... Machucou?
- Nada, já passou. Mas agora tenho que ligar para saber que horas a aborrescente vai voltar pra casa. Tá fora desde ontem, não estudou nada e ainda deixou o quarto em estado de miséria.
- Vai lá. Depois a gente se fala.

N.B:
Abre a porta e a janela – Arte em Santa Teresa

Projetos sociais, oficinas, ateliês, espaços de cultura, gastronomia. Começou no final de semana passado a 17ª edição do Arte de Portas Abertas. O evento acontece, pela primeira vez, por dois finais de semana consecutivos de 11 às 20 horas.
Em 1995, a artista Clara Artaud e a ONG Viva Santa, criaram o Arte de Portas Abertas. Clara, que não mora mais no bairro, se inspirou em um evento similar em Cambridge, na Inglaterra.

Para promover a arte local, artistas e moradores de Santa Teresa começaram a abrir suas “portas e janelas” e receber visitantes interessados em arte e cultura. A idéia se consolidou e passou a ser organizada pelos próprios artistas com a fundação, em 2003, da Chave Mestra - Associação dos Artistas Visuais de Santa Teresa. Santa de Portas Abertas já faz parte do calendário cultural da cidade e reúne 63 ateliês de artes visuais, além de algumas oficinas gratuitas. Encontra a gente lá.

Programação completa: www.chavemestra.com.br

Festa com o “Anjo Pornográfico”

A Flip – Festa Literária Internacional de Paraty - é a irmã caçula da família de importantes festivais literários como Hay-on-Wye, Adelaide, Harbourfront de Toronto, Festival de Berlim, Edimburgo e Mantua.

A cada ano a FLIP homenageia um expoente das letras brasileiras. O poeta e compositor Vinicius de Moraes, o escritor João Guimarães Rosa, a romancista Clarice Lispector e o escritor baiano Jorge Amado foram os homenageados de 2003 a 2006. Este ano é a vez de Nelson Rodrigues, autor, dramaturgo e jornalista.

A Festa vai receber cerca de 40 autores para 21 mesas de discussões sobre as fronteiras entre os meios de expressão literários. Até o dia 8 de julho os visitantes vão poder contar, mais uma vez, com uma programação de alto nível – destaque para a presença do escritor sul-africano J.M.Coetzee, ganhador do Prêmio Nobel de 2003 e autor de Vida e época de Michael K, A vida dos animais e Desonra.

Programação completa : www.flip.org.br

<$BlogItemTitle$>

11 comentários:

  1. Hahahahahaha! Fiquei cansada só de ler esse post! Queridas, vamos armar uma coisa mais pertinho..um final de semana sem filhos e homens, pelo menos os que já conhecemos..hehehehhehe! Bjos

    ResponderExcluir
  2. Bem,meninas,realmente 15 dias sem crianças é um máximo! Eu sou professora e tb entro nessa de "descansar" das gritarias das mesmas. É prazeroso, mais q 15 dias já vai dando saudades! Bjos!

    ResponderExcluir
  3. Como boas meninas, o poder de síntese passa ao largo hem.....que post enorme.....
    Vcs ñ são moles hem.....sem os homens que conhecem foi ótima.....assim vcs vão longe....rssss

    ResponderExcluir
  4. Ihhhhhhh, poucos comentários! Vcs já tiveram mais público....rssss

    ResponderExcluir
  5. Essas balzacas estão muito devagar....

    ResponderExcluir
  6. hahaha. vcs são hilárias!

    saudade.

    bjs!

    ResponderExcluir
  7. VAMOS ATUALIZAR!!!! HAHAHAHAHA Q ISSO MINHA GENTE VARIOS FDS SE PASSARAM E NADINHA DE NOVIDADE? FICO SEMPRE ESPERANDO ALGO NOVO, TODO DIA ENTRO PRA VER SE TEM MAIS COISAS...MAS DESSA VEZ.... :-( BEIJOS! AMO ESSE BLOG! MAS VAMOS ATUALIZAR!!! HEHEEHEHE

    ResponderExcluir
  8. Esse texto dá muiiiito pano pra manga! Querem ver?

    AVISO: "O poder da síntese" é uma lenda para nós. Assim como papai noel. É legal acreditar nele e na síntese, mas depois do vestibular, e de uma certa idade não servem para mais nada.

    Mulheres balzaquianas do nosso convívo?

    1-Tem as solteiras com filho(s) doidas pra encontrar um pai mais presente para ele(s) e não propriamente um marido.

    2- Tem as solteiras com ou sem filho(s) que já estão namorando, pensam até que já encontraram o "pai dos filhos dela" (nascidos ou não), mas o casamento não sai, e ela começa a ter sonhos eróticos com Fábio Assunção, ou Jack Bauer, na ânsia de casar logo, mas com mais emoção! ( Complicado né?)

    3- Tem as separadas de fato, mas que ainda não saíram de casa por causa de uma série de motivos. Em geral, o principal deles é o filho
    (quando o casal tem), quando não tem, o principal motivo é dinheiro seguido pela acomadação. Dessas aí, iiiiiiiiii... 65% já começou a trair, não tem jeito.

    4- Tem as solteiras e/ou separadas que já perderam a esperança no mundo real.
    Essas acham que já conhecem os homens que vão encontrar na noite e já sabem o passo a passo de tudo que vai acontecer ( em geral sabem mesmo.) Essas, nem saem mais de casa, estão devendo horrores na video locadora e mortas de dor de coluna , à procura de um milagre na Internet.

    5- Ah! Ainda tem as casadas que fingem que são felizes. (Essas fazem parte de um dos piores grupos, pq não querem só enganar aos outros, querem enganar a si mesmas.)"Como vc está?" Ela responde: -"Minha vida é perfeita e eu só vivo no psicólogo por recomendação da empresa que trabalho."

    6- Tem as casadas que tem TUDO que todas as outras sonham para serem plenamente felizes, mas vivem procurando sarna pra se coçar!
    (Eu, pessoalmente, tenho instinto homicida com essas criaturas) que reclamam de tudo, procuram defeito no marido, no trabalho, na casa, na vizinha, na saúde e na meteorologia!
    Não conseguem ser felizes e põem a culpa na depressão pós parto (quando tem filhos). Quando não tem, vivem sofrendo pq nunca estão ricas e estruturadas o suficiente para tê-los... Enfim, melhor parar antes que mate uma siriema dessas.

    7- E só para encerrar essa "monografia"; Tem a maioria né? (Do nosso ciclo de amizade.
    Bem-sucedidas, independentes, amadurecidas, bem-cuidadas, articuladas e inteligentes, mas que os homens suam frio de tanto medo!
    Por que? Um mistério. Uns dizem que é por pura insegurança, já outros dizem que é pq essas mulheres é que são exigentes demais! Será?

    8- Tem as indecisas, as sofridas, as arrependidas, as confusas, as complicadas... E claro: As que se deram bem e não são gays! Sim! A gente nunca as encontra... Porque tanta sorte deve deixá-las muito ocupadas (?). Não sei, mas que elas existem, existem!

    E isso é só aquele "básicão" dos tipos + comuns.

    Já pensou se entrássemos na análise das balzaquianas "fora do nosso convívio"?

    Deus do céu! Tem limite de caracter pra comentar aqui?

    ResponderExcluir